10 Motivos para você conhecer a Sicília 🌿 por Danila M. Jorge

August 29, 2019

 

 

 

SICÍLIA
 

10 motivos para você escolher Sicília como seu próximo destino.

Uma ilha que reserva surpresas por sua história e paisagens deslumbrantes. Variedade de culturas, cheiros e sabores que encantam qualquer um.

Sicília, a maior ilha do Mediterrâneo, foi o nosso destino da vez. Com certeza irá surpreender você! Dos Templos repletos de histórias aos pratos típicos.

Conheça as 10 atrações que vão te convencer a escolher a ilha como destino da sua próxima viagem:

 

 
 

PALERMO
 



Sua capital merece ser desvendada aos poucos, seja por sua cultura ou pela beleza pitoresca de seus palácios e monumentos. Começamos conhecendo cada detalhe do centro histórico, do Palácio Real à Capela Palatina — só fique atento aos horários, o Palácio, por exemplo, fecha ao meio dia. Em seguida, aproveitamos uma das praias mais lindas que eu já vi no mundo, a San Vito lo Capo.
 

 

 

 

 


 

MARSALA

A cidade que deu nome para o vinho mundialmente famoso, é também cheia de histórias. Ela pode ser facilmente conhecida em um só dia, saindo de Trapani, por exemplo, outra linda cidade vizinha. De influência árabe, lembrando muito Marrocos, conhecemos muitos pontos importantes construídos ali no passado, como a Porta Garibaldi, a Praça Piazza Loggia e a maior igreja da Sicília. Para os fãs de vinho, é imperdível provar as inúmeras opções seguindo uma rota completa pelas vinícolas locais.

 

 

 


 


SCIACCA
 

Nessa cidadezinha, ficamos no maravilhoso Hotel Verdura Rocco Forte, onde fomos recebidos por uma festa siciliana. Com tantas atrações, vale a pena se hospedar de 4 a 7 dias. Maravilhoso para golfistas, tenistas ou amantes de futebol — conta com campo, quadras de tênis e treinamento do time Juventus. Além disso, possui 4 deliciosos restaurantes, brinquedoteca com aulas de culinária, aulas de street dance para todas as idades e um Spa completo. Com uma vista excepcional para a praia, que oferece esportes náuticos e barcos para passeio, além de possibilitar que você se locomova pela região de bicicleta.

 

 

 


 


AGRIGENTO
 

Nomeada de “a mais bela cidade dos mortais” por causa do Vale dos Templos, o maior parque ecológico do mundo, que pode ser conhecido na presença de um guia local especializado na arquitetura e história do local. Nós nos hospedamos no Villa Athena, que tem uma estrada exclusiva para o Vale. No Centro histórico, nós experimentamos os tradicionais pestos, torrone e a típica massa da Norma com berinjela. Como a cidade é próxima de vários outros lugares legais, é possível fazer um bate volta para alguns deles. Nós optamos em passar um dia na belíssima praia Scalla dei Turchi, onde almoçamos no delicioso Cocktail Bar

 

 

 


 


 RAGUSA
 

 

Vielas e escadarias encantadoras, para você admirar a Piazza Duomo, a Catedral de San Giorgio e os palácios. O paraíso de quem ama queijos e vinhos tintos, já que é uma grande região vinícola e que produz excelentes laticínios.

A Marina di Ragusa é imperdível para quem quer aproveitar uma deliciosa praia, inclusive os pequenos — o mar é super raso! Ficamos hospedados no Hotel Eremo de la Giubigliana, o que foi uma grande surpresa — o local é um convento do Séc. XIII, possui uma fazenda que cultiva azeitonas para produção dos azeites, vinhos, ricota fresca, ovos caipiras, geléias e o famoso porco preto da região, ou seja, comida farta é que não falta.

Nesse hotel, as crianças ainda tiveram uma cooking class, onde aprenderam a fazer caponata, spaghetti e cannolis, que depois foram servidos num almoço delicioso para a nossa família. A alguns quilômetros de Ragusa, vale a pena conhecer Modica e Scicli, cidadezinhas históricas que podem ser facilmente percorridas em apenas um dia. A primeira, é repleta de lojas em suas vielas e famosa por seu chocolate.

A segunda cidade já entrou para a lista das cidades mais românticas da Itália, com seus lindos palácios e catedrais. O que as duas têm em comum é a famosa arquitetura barroca, um encanto!

 

 

 


 


SIRACUSA

Siracusa conserva em suas ruas e edifícios os vestígios da dominação grega, quando era uma das cidades mais importantes do Mediterrâneo. Lá, nós conhecemos o Parque Arqueológico, o teatro grego e a caverna de calcário Eyer of Dionysius, nome dado pelo pintor Michelangelo por sua semelhança com o ouvido humano - conta-se também que Dionísio, o Deus do vinho na mitologia grega, ficava na janela ouvindo a conversa dos prisioneiros.